04-12-2021 00:38
Ação

ESCOLINHA DE FUTEBOL DO 1º BATALHÃO PROMOVE AÇÃO SOCIAL

1º BATALHÃO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO TOCANTINS.

A Polícia Militar, através do 1°BPM/Escolinha de Futebol com o apoio de parceiros, atletas, famílias do próprio projeto e alguns empresários se mobilizaram para ajudar com cestas básicas as famílias mais afetadas pela crise econômica causada pela pandemia do novo Coronavírus.

Com o objetivo de Amparar as famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica vinculadas ao Projeto, a ação foi realizada após iniciativa do Professor John Herbert, pertencente a escolinha de futebol do 1º BPM e contou com a participação, além de integrantes do Projeto, de viaturas do batalhão, que prestaram apoio logístico na distribuição das cestas básicas.

Para o Comandante do 1º Batalhão, Tenente Coronel De Souza, parceiros/patrocinadores , e a PMTO, através do 1°BPM/Escolinha de Futebol estão empenhadas em suavizar os desafios advindos da crise sanitária e econômica e por entender que as instituições públicas devem ter um papel social importante nesse momento enfrentado no país e em especial no Tocantins.

Em tempos de pandemia em razão do Convid-19, muitas famílias perderam suas rendas e atravessam um período de turbulência, e para amenizar essa situação o projeto uniu forças com alguns parceiros e fez nesse final de semana a entrega de várias cestas básicas, como demonstração de solidariedade em meio à pandemia de coronavírus, afirmou o Presidente da Escolinha Teotônio Segurado, Sargento Richard Sanches.

 

ESCOLINHA TEOTÔNIO SEGURADO

 

Os primeiros passos do projeto foram dados ainda em fevereiro de 2005, com 28 alunos matriculados. Atualmente a Escolinha Teotônio Segurado atende 460 alunos, com idade entre 06 e 17 anos.

As atividades acontecem na sede do 1º BPM, que possui um campo de futebol gramado e na Quadra 906 Sul, onde são desenvolvidas atividades com alunos, voltadas ao futsal, a estrutura da escolinha comporta até 600 alunos matriculados, sendo referência no Estado do Tocantins, com diversos títulos das mais variadas categorias.

Sete policiais militares ministram as aulas, que têm duração de 1 hora e meia e acontecem de segunda a sexta-feira, pela manhã, tarde e noite, o projeto já levou diversos alunos a clubes nacionais e é referência na revelação de atletas tocantinenses.

Comentario(s)