04-12-2021 02:18

PROEJETOS SOCIAIS

ESCOLINHA DE FUTEBOL TEOTÔNIO SEGURADO

Os primeiros passos do projeto foram dados ainda em fevereiro de 2005, com 28 alunos matriculados. Atualmente a Escolinha Teotônio Segurado atende 460 alunos, com idade entre 06 e 17 anos.

As atividades acontecem na sede do 1º BPM, que possui um campo de futebol gramado e na Quadra 906 Sul, onde são desenvolvidas atividades com alunos, voltadas ao futsal, a estrutura da escolinha comporta até 600 alunos matriculados, sendo referência no Estado do Tocantins, com diversos títulos das mais variadas categorias.

Sete policiais militares ministram as aulas, que têm duração de 1 hora e meia e acontecem de segunda a sexta-feira, pela manhã, tarde e noite, o projeto já levou diversos alunos a clubes nacionais e é referência na revelação de atletas tocantinenses

PROERD NO 1º BPM

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência - PROERD tem caráter preventivo e é realizado por policiais militares do 1º BPM em escolas públicas e privadas no município dentro do plano diretor da Capital.

O programa tem o objetivo de prevenir, reduzir o uso de drogas e combater a violência, atualmente o programa desenvolve atividades para o Ensino Fundamental, do 5° ano e 7° ano, além e contar com a versão Proerd Pais, onde os pais recebem treinamento e orientação para prevenção do uso de drogas pelo filho, bem como para saber lidar com situações referentes às drogas e violência.

Anualmente o Proerd do 1º BPM atende cerca de 2.000 crianças e adolescentes.

PROJETO DOJÔ DE OURO

O projeto teve início no dia 15 de agosto de 2015, e funciona através de uma parceria da Fundação Pró-Tocantins com a Polícia Militar, através do 1ª Batalhão e atende policiais militares e seus dependentes.

As aulas acontecem diariamente na sede do 1º BPM, com instruções coordenadas atualmente pelo 3º Sargento Caetano, campeão brasileiro de jiu-jitsu na categoria de meio pesado, faixa preta. Atualmente o Projeto atende cerca de 160 alunos.

OPERACIONAL

RÁDIO PATRULHA

O policiamento de Radiopatrulha, ou policiamento convencional, é a principal atividade do 1º Batalhão, responsável pelo atendimento de ocorrências e chamados da central 190 em todo plano diretor da Capital e do distrito de Luzimangues, que pertence a cidade de Porto Nacional, a 1ª Cia, que abrange toda região norte de Palmas, 2ª Cia que cobre a região sul do plano diretor de Palmas e a 4ª Cia, responsável pelo distrito de Luzimangues-Porto Nacional, são responsáveis por empregar o policiamento de radiopatrulha dentro do 1º Batalhão.

PTRAM

O PTRAN - Pelotão de trânsito, rondas e apoio motorizado, pertence a 3ª Cia do 1º Batalhão e é responsável, além do patrulhamento tático com motocicletas, pelo apoio as radiopatrulhas e ocorrências de trânsito, além de apoiar eventos e outras atividades com o serviço de batedor com uso de motocicleta. Os militares que trabalham nessa modalidade de policiamento recebem treinamento especial.

FORÇA TÁTICA

Reserva tática do batalhão, a Força Tática da unidade foi criada em XXX e é responsável principalmente pelo atendimento de ocorrências de maior complexidade e apoio às viaturas do serviço de rádio patrulha, os componentes do grupamento, obrigatoriamente, tem que possuir o Curso de Patrulhamento Tático ou semelhante, para estarem aptos a trabalhar nessa modalidade de policiamento que dentro da unidade do 1º Batalhão pertence a 3ª CIA Operacional.

PREVENTIVO

RONDA COMERCIAL

O Batalhão Teotônio Segurado possui uma ronda especializada em áreas comerciais, fazendo um policiamento de proximidade com os empresários e trazendo para a população frequentadora da área comercial e para o próprio empresário uma maior sensação de segurança.

PATRULHA ESCOLAR

O 1º Batalhão, através da 5ª Cia, realiza o serviço de patrulha escolar, responsável pelo policiamento ostensivo e preventivo nas escolas da capital e Luzimangues e no atendimento de ocorrências nos ambientes escolares, militares selecionados, com perfil para atendimento de ocorrências envolvendo crianças e adolescentes são designados para os atendimentos, além de trabalharem na orientação das direções das escolas a fim de evitar o surgimento de ocorrências na escola.

POLÍCIA COMUNITÁRIA

As bases de Polícia Comunitária, que também sediam as Companhias operacionais do 1º Batalhão são responsáveis por organizar os Conselhos de segurança locais e a rede comunitária de segurança, que visam trazer uma maior proximidade do cidadão com a Polícia Militar, aproximação que, além de aumentar a sensação de segurança da comunidade, dar bons frutos no combate a criminalidade, diante da troca de informações entre sociedade e polícia.